Reall fecam lina and mark

Suas bandeiras são a defesa da família tradicional brasileira e da pátria.O pré-candidato também critica o poder dos bancos e os altos impostos cobrados pelo governo.Sobre os medicamentos incidem, no entanto, impostos muitas vezes com uma alíquota alta, ainda que inferior à citada pelo presidenciável.

Reall fecam lina and mark-85

Também não é certo se o presidente do PRTB será de fato o candidato do partido à presidência ou se o General Mourão ocupará esse posto.

Por enquanto, Fidelix tem se apresentado como pré-candidato.

Divulgação O pré-candidato do PRTB, Levy Fidelix, ficou conhecido por propostas apresentadas em eleições anteriores, como o aerotrem Conhecido por suas propostas inusitadas, como a criação de “aerotrens”, Levy Fidelix é pré-candidato à Presidência da República pela terceira vez.

Presidente, membro e criador do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) desde 1994, o político já concorreu à prefeitura de São Paulo três vezes e ao governo do estado outras duas vezes, além de ter disputado outros cargos. Na última eleição presidencial, recebeu 446.878 votos, sendo o 7º mais votado entre 11 candidatos.

Já segundo o Ministério da Saúde, considerando as isenções tributárias aplicadas a medicamentos, a alíquota de grande parte dos remédios no país resume-se ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que é de no máximo 20% – não 60% como aponta o pré-candidato.

Este é o principal tributo que incide sobre esse tipo de produto e varia de 12% (para medicamentos genéricos) a 20%. De acordo com o cálculo do IBPT, a média de ICMS para esse tipo de produto é 18%.

Questionada sobre as fontes dos dados utilizados nas frases, a equipe do pré-candidato disse que foram usadas “divulgações recentes dos principais órgãos e entidades de pesquisa e levantamento de dados do país, nos mais diversos segmentos relevantes da sociedade”.

Convidada a explicitar quais seriam esses levantamentos, a assessoria de imprensa disse apenas que o “PRTB confia no trabalho realizado pelos cientistas políticos de apoio à candidatura, responsáveis pelo encaminhamento dos dados”.

A alíquota máxima é de 32%, caso o medicamento seja da lista negativa e seja comercializado no Rio de Janeiro – estado com maior ICMS para esse tipo de produto.

A esse valor são somados os tributos cobrados sobre folha de pagamento.

Ao ser informada sobre a classificação dada às frases, a assessoria de Fidelix respondeu o seguinte: “Tais informações serão destacadas para a equipe de trabalho do PRTB que, ao constatar de fato algum equívoco, promoverá as devidas correções no discurso do pre-candidato ou se manifestará a respeito nos canais oficiais do partido, até mesmo em face ao tempo justo para a resposta”.

Tags: , ,